Polícia deve pedir a prisão preventiva de professor acusado de estupro

MENINA DE CINCO ANOS

A Polícia Civil de Jundiaí deve requer à Justiça nos próximos dias mandado de prisão preventiva contra o professor de inglês de uma escola municipal de ensino básico acusado de abusar sexualmente de uma aluna de apenas cinco anos.

Conduta semelhante cometida pelo educador já vinha sendo investigada pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Trata-se de outra criança de cinco anos, da mesma escola. Não foi descartada a possibilidade de haver mais vítimas.

O caso mais recente foi descoberto após a criança reclamar que se sentia mal enquanto tomava um lanche da casa de uma amiguinha. A mãe da menor, ao procurar saber o motivo do mal-estar, escutou da própria menina sobre o abuso cometido pelo professor.

A mulher correu para contar para a mãe da criança e, assim, o caso chegou ao conhecimento da Polícia Civil, para quem mais detalhes sobre o abuso foram revelados.
Segundo a menina, o abuso ocorreu no banheiro da própria escola. O professor teria dito que a criança estava com as partes íntimas sujas e, por isso, a levou até o local, onde a estuprou. Também teria sido verificado na menina uma marca no tronco indicando um possível “chupão”.

O abuso foi confirmado no Hospital Universitário, para onde a menina foi levada para passar por exame. Se condenado, o professor pode pegar uma pena de até 15 anos de reclusão por estupro de vulnerável.
Via Imprensa Policial