Várzea Paulista tem 10 crianças confirmadas com Covid-19

Responsáveis pelos pequenos precisam atentar ao uso de máscaras, higienização e distanciamento social, para evitar a chegada do vírus à residência

 

A nova variante da Covid-19, causada pelo novo coronavírus, tem atingido bem mais crianças e adolescentes do que a cepa anterior. Desde a última semana, dez pequenos varzinos, de 6 meses a 14 anos de idade, tiveram o vírus confirmado.

O número chama atenção pois indica que elas podem ter contraído o vírus em ambientes como estabelecimentos comerciais em geral, playgrounds de shoppings ou eventos festivos (familiares ou entre amigos). As crianças quase sempre não apresentam quadros graves da doença, mas, se sim, geralmente precisam ser internadas e, independentemente da gravidade da infecção, podem transmitir o vírus a adultos, com maiores chances de ficarem em estado crítico.

Para evitar o problema, a Unidade Gestora de Saúde de Várzea Paulista indica que os pais tomem muito cuidado quando as crianças estão nesses ambientes. É necessário que as crianças a partir de 2 anos usem máscara, mantenham o distanciamento social mínimo de 1,5 metro e higienizem constantemente as mãos com água e sabão ou álcool gel 70%. “É fundamental que os pais zelem pelos seus filhos e evitem aglomerações ou locais com grande circulação de pessoas”, acrescenta a diretora de Vigilância em Saúde da cidade, Adriana Camargo.