Personal espanca sem-teto ao flagrá-lo fazendo sexo com sua esposa

Um personal trainer, de 31 anos, agrediu um morador em situação de rua após flagrá-lo fazendo sexo com a sua esposa em Planaltina, no Distrito Federal. O caso ocorreu na última quinta-feira (10) e está sendo investigado.

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal, a sogra e a esposa do personal saíram de casa com o objetivo de ajudar o homem que estava na rua. Instantes depois, as duas teriam se separado.

Depois de algumas horas, como a esposa não atendia o telefone, o marido resolveu procurá-la, pois teria ficado “extremamente preocupado”. Quando passou perto de uma escola, ele avistou o veículo da esposa estacionado. Ao se aproximar, flagrou a mulher tento relações sexuais com o morador de rua dentro do automóvel.

Acreditando que se tratava de um estupro, o personal trainer espancou o homem. No entanto, em depoimento, a mulher relatou que a relação foi consensual. Todos foram conduzidos à 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina), que investiga o caso.

Ao portal Metrópoles, nesta terça-feira, o agressor se manifestou, por meio de nota enviada à reportagem, reafirmando que a mulher foi vítima de violência sexual. Segundo ele, ela estava em surto psicótico e, assim, não teria havido relação extraconjugal consensual e sim um estupro. O caso, porém, não foi registrado desta forma na Polícia Civil.

Socos e chutes

Uma câmera de segurança flagrou o momento que o homem encontrou os dois pelados no veículo, que estava parado na lateral da pista na rua Jardim Roriz.

O vídeo mostra o momento em que o personal trainer começou a agredir o homem, já fora do veículo. O suspeito derrubou o sem-teto no chão, deu socos e chutes.

Nas imagens, é possível ver também que a mulher saiu do carro. O vídeo mostra que ela deitou no chão e se ajoelhou durante as agressões contra o sem-teto.

“Mensagem de Deus”

A esposa do educador físico afirmou aos policiais que tinha interesse em ajudar pessoas vulneráveis por meio da igreja. No hospital, ela disse a um amigo que havia recebido uma “mensagem de Deus” para ajudar o homem com quem foi flagrada transando.

O morador em situação de rua também foi levado ao hospital. Ele apresentava machucados no rosto e estava com os dois olhos roxos. Apesar disso, ele passa bem. O personal prestou depoimento e foi liberado. Ele poderá responder por lesão corporal.